Resolvendo questões de Contabilidade ( TRF )

Rss     Subscribe     Share     Tweet    


0 Points

#62 [url]

Dec 28 05 2:56 PM

Minotauro wrote:
e aí galera, blz?

Tive problemas com minha conexão de internet, mas já estou de volta com questões e dúvidas...rs

abraços,


Então manda questões!!!!!

Bjs
Rosa.

Quote    Reply   

#63 [url]

Dec 28 05 3:01 PM

Roteiro:

1. Princípios Contábeis Fundamentais.
2. Patrimônio: Componentes Patrimoniais: Ativo, Passivo e Situação Líquida (ou Patrimônio Líquido).
3. Diferenciação entre Capital e Patrimônio.
4. Equação Fundamental do Patrimônio.
5. Representação Gráfica dos Estados Patrimoniais.
6. Fatos Contábeis e Respectivas Variações Patrimoniais.
7. Contas: Conceito, Débito, Crédito e Saldo – Teorias, Função e Estrutura
das Contas – Contas Patrimoniais e de Resultado.
8. Apuração de Resultados.
9. Sistemas de Contas. Plano de Contas.
10. Provisões em Geral.
11. Escrituração: Conceito e Métodos – Lançamento Contábil: Rotina e Fórmulas. Processo de Escrituração. Escrituração de Operações Financeiras.
12. Livros de Escrituração: Obrigatoriedade, Funções e Formas de Escrituração. Erros de Escrituração e suas correções.
13. Sistema de Partidas Dobradas.
14. Balancete de Verificação.
15. Balanço Patrimonial: Obrigatoriedade e apresentação. Conteúdo
dos Grupos e Subgrupos.
16. Classificação das Contas, Critérios de Avaliação do Ativo e Passivo e Levantamento do Balanço de acordo com a Lei nº 6.404/76 (Lei das Sociedades por Ações).
17. Demonstração do Resultado do Exercício: Estrutura, Características e Elaboração de acordo com Lei nº 6.404/76.
18. Apuração da Receita Líquida, do Custo das Mercadorias ou dos Serviços Vendidos e dos Lucros: Bruto, Operacional e Não- Operacional do Exercício, do Resultado do Exercício antes e depois da Provisão para o Imposto sobre a Renda
e para a Contribuição Social sobre o Lucro.
19. PIS/PASEP e COFINS - Regime ¨&*mulativo e não-¨&*mulativo.

Estamos tratanto do assunto em negrito.

Abraços

Quote    Reply   

#64 [url]

Dec 28 05 3:02 PM

1 - (ESAF–CVM/2001) A Companhia de Reparos S.A. tem exercício social
coincidente com o ano civil. Em dezembro de 2000, prestou serviços
a uma indústria (conserto de máquinas), cobrando-lhe R$ 10.000,00,
dos quais recebeu, contra recibo, dez por cento. Em janeiro de 2001,
faturou o restante, dividindo o pagamento em 18 (dezoito) parcelas
mensais e sucessivas de igual valor, vencendo a primeira delas em
31.01.01. De acordo com a Lei no 6.404/76 (Lei das Sociedades por
Ações), a Companhia deve assim apropriar a receita:
a) R$ 10.000,00, em 2000;
b) R$ 1.000,00, em 2000, e R$ 9.000,00, em 2001;
c) R$ 10.000,00, em 2001;
d) R$ 1.000,00, em 2000; R$ 6.000,00, em 2001; e R$ 3.000,00, em 2002;
e) R$ 7.000,00, em 2001, e R$ 3.000,00, em 2002.

Quote    Reply   

#65 [url]

Dec 28 05 3:03 PM

2 - (INSS/CESPE–97) O princípio da prudência determina a adoção do
menor valor para os componentes do ativo e do maior para os do
passivo, sempre que se apresentem alternativas igualmente válidas
para a quantificação das mutações patrimoniais que alterem o
patrimônio líquido. Em consonância com esse princípio:
1. os ¨&*stos devem ser considerados como despesa, no período em que ficar
caracterizada a impossibilidade de eles contribuírem para a realização dos
objetivos operacionais da entidade;
2. todos os ¨&*stos relacionados à venda no período de apuração do resultado
devem ser classificados como despesa;
3. os encargos financeiros decorrentes do financiamento de ativos de longa
maturação devem ser ativados no período pré-operacional, com amortização
a partir do momento em que o ativo entrar em operação;
4. os ¨&*stos relevantes de aquisição de ativo imobilizado são suscetíveis de
apropriação para despesa, visando a reduzir a carga tributária;
5. é passível de contabilização como ativo o direito relativo a questão judicial,
com possibilidade apenas remota de ganho.

Quote    Reply   

#66 [url]

Dec 28 05 3:04 PM

3 - (INSS/CESPE–9 A Resolução CFC n.0 750, de 29 de dezembro de
1993, estabeleceu os princípios fundamentais de Contabilidade
aplicáveis às sociedades brasileiras. A respeito desse assunto, julgue
os itens seguintes.
1) Na aplicação dos princípios fundamentais de Contabilidade a situações
concretas, a essência das transações deve prevalecer sobre seus aspectos
formais.
2) Como resultado da observância do princípio da oportunidade, o registro das
variações patrimoniais não deve ser feito na hipótese de somente existir
razoável certeza de sua ocorrência, mesmo que tecnicamente estimável.
3) A continuidade influencia o valor econômico dos ativos e, em muitos casos, o
valor ou o vencimento dos passivos.
4) Conforme o princípio do registro pelo valor original, uma vez integrado ao
patrimônio, o bem, o direito ou a obrigação não poderá ter alterado seu valor
intrínseco, admitindo-se, tão-somente, sua decomposição em elementos e/ou
sua agregação, parcial ou integral, a outros elementos patrimoniais.
5) O princípio da prudência não se aplica somente às mutações posteriores.

Quote    Reply   

#67 [url]

Dec 28 05 3:05 PM

4 - (CESPE/TCU–1995) Os princípios fundamentais de Contabilidade
estão consubstanciados na Resolução no 750, de 1993, do Conselho
Federal de Contabilidade, que, posteriormente, editou um apêndice
destinado a um maior esclarecimento de seu conteúdo e
abrangência. Com base no exposto, julgue os itens a seguir.
1) Os princípios, ao contrário das normas, devido à diversidade das entidades e
à evolução contínua do ambiente econômico, são adotados segundo as
concepções teórico-doutrinárias dos profissionais da Contabilidade.
2) A existência de duas entidades sob controle comum, ainda que consolidem
suas demonstrações contábeis, não afeta o princípio da entidade, mantendose
as respectivas autonomias patrimoniais.
3) O princípio da continuidade aplica-se tanto à cessação integral quanto parcial
das atividades de uma entidade, bem como em relação ao grau de utilização
de suas instalações, com reflexos no nível de produção.
4) A aplicação do princípio da atualização monetária possibilita a recomposição
do valor original de todos os componentes patrimoniais das entidades, e de
suas variações, por meio de índices específicos de preços.
5) Constitui receita, segundo o princípio da competência, o cancelamento de
uma dívida originada em exercício anterior, que seria apurada no exercício
corrente e provisionada em contrapartida a ajuste de exercícios anteriores.

Quote    Reply   

#68 [url]

Dec 28 05 3:05 PM

5 - (Auditor–ICMS–PI/2001) De acordo com os princípios fundamentais
de Contabilidade adotados pelo Conselho Federal de Contabilidade:
a) com a desindexação da economia, tornou-se inaplicável a atualização
monetária dos valores contábeis, em virtude de não mais haver alteração do
poder aquisitivo da moeda nacional;
b) a doação, por ser recebida sem ¨&*sto para a empresa donatária, pode ser
registrada por valor simbólico, dispensados controles contábeis;
c) o ¨&*sto histórico, pela sua objetividade, preserva o valor original e, portanto,
os valores intrínsecos dos bens, direitos e obrigações integrados ao
patrimônio;
d) a utilização de indexadores específicos para cada tipo de empresa, em época
de inflação elevada, é o meio adequado para assegurar a comparabilidade
entre as diversas empresas. razão de perda julgada provável;
e) o registro pelo valor original pressupõe que o valor de realização da transação
configura o valor econômico dos ativos no momento da sua ocorrência.

Quote    Reply   

#69 [url]

Dec 28 05 3:06 PM

6 - Correlacione as assertivas abaixo, identificando a alternativa que
contenha a seqüência correta, com relação aos princípios contábeis.
1) Deve-se adotar o menor valor para os componentes do Ativo e o
maior valor para os componentes do Passivo, sempre que houver
alternativas possíveis e válidas.
2) O patrimônio de uma entidade não se confunde com o de seus
sócios.
3) As receitas e despesas devem ser incluídas na apuração do
resultado no período em que ocorrerem, independentemente do
seu recebimento ou pagamento, respectivamente.
4) O tempo de duração de uma entidade deve ser levado em conta
quando da classificação dos itens patrimoniais e de sua avaliação
qualitativa.
5) As variações patrimoniais devem ser reconhecidas em sua
totalidade, sem qualquer falta ou excesso, no momento de sua
ocorrência, mesmo na hipótese de alguma incerteza.
6) Os componentes patrimoniais devem ser registrados pelos
valores originais das transações havidas com o mundo exterior à
entidade, expressos em valor presente, na moeda do país da
entidade.
( ) Princípio da continuidade.
( ) Princípio da oportunidade.
( ) Princípio da competência.
( ) Princípio da prudência.
( ) Princípio da entidade.
( ) Princípio do registro pelo valor original.
a) 4-5-2-1-3-6;
b) 4-5-3-1-2-6;
c) 5-3-2-1-4-6;
d) 6-2-5-4-1-3;
e) 3-6-2-4-1-5.

Quote    Reply   

#70 [url]

Dec 28 05 3:07 PM

Minotauro wrote:
(ESAF–CVM/2001) A Companhia de Reparos S.A. tem exercício social
coincidente com o ano civil. Em dezembro de 2000, prestou serviços
a uma indústria (conserto de máquinas), cobrando-lhe R$ 10.000,00,
dos quais recebeu, contra recibo, dez por cento. Em janeiro de 2001,
faturou o restante, dividindo o pagamento em 18 (dezoito) parcelas
mensais e sucessivas de igual valor, vencendo a primeira delas em
31.01.01. De acordo com a Lei no 6.404/76 (Lei das Sociedades por
Ações), a Companhia deve assim apropriar a receita:
a) R$ 10.000,00, em 2000;
b) R$ 1.000,00, em 2000, e R$ 9.000,00, em 2001;
c) R$ 10.000,00, em 2001;
d) R$ 1.000,00, em 2000; R$ 6.000,00, em 2001; e R$ 3.000,00, em 2002;
e) R$ 7.000,00, em 2001, e R$ 3.000,00, em 2002.


Letra A.
De acordo com a lei no 6.404/76, a receita deve ser apropriada no período em que foi feito o fato gerador, logo em dezembro de 2000.

Quote    Reply   

#71 [url]

Dec 28 05 3:07 PM

7 - (AFRF/2002–B) Abaixo estão cinco assertivas relacionadas com os
princípios fundamentais de Contabilidade. Assinale a opção que
expressa uma afirmação verdadeira.
a) A observância dos princípios fundamentais de Contabilidade é obrigatória no
exercício da profissão, mas não constitui condição de legitimidade das Normas
Brasileiras de Contabilidade.
b) O princípio da entidade reconhece o Patrimônio como objeto da Contabilidade
e afirma a autonomia patrimonial, exceto no caso de sociedade ou instituição,
¨&*jo patrimônio pode confundir-se com o dos sócios ou proprietários.
c) Da observância do princípio da oportunidade resulta que o registro deve
ensejar o reconhecimento universal das variações ocorridas no patrimônio da
entidade, em um período de tempo determinado.
d) A apropriação antecipada das prováveis perdas futuras, antes conhecida como
convenção do conservadorismo, hoje é determinada pelo princípio da
competência.
e) A observância do princípio da continuidade não influencia a aplicação do
princípio da competência, pois o valor econômico dos ativos e dos passivos já
contabilizados não se altera em função do tempo.

Quote    Reply   

#72 [url]

Dec 28 05 3:08 PM

8 - Pelo princípio da competência, as receitas devem ser reconhecidas:
a) pelo surgimento de um ativo, em contrapartida de um passivo de igual valor;
b) pelo recebimento antecipado de clientes, por conta de entrega futura de bens
e/ou serviços;
c) pelo recebimento, em doação, de uma máquina que vai ser utilizada na
atividade fabril da empresa, mas que já se encontrava totalmente depreciada
pela entidade doadora;
d) nas transações com terceiros, quando estes efetivarem o pagamento ou
assumirem compromisso firme de efetivá-lo, quer pela investidura da
propriedade de bens anteriormente pertencentes a entidade, quer pela fruição
de serviços por eles prestados;
e) pela geração natural de novos passivos, independentemente da intervenção
de terceiros.

Quote    Reply   

#73 [url]

Dec 28 05 3:10 PM

9 - Marque Certo (C) ou Errado (E), conforme o caso.
1) A Contabilidade preo¨&*pa-se com fatos economicamente valorizáveis.
2) Pelo princípio da prudência, deve-se registrar, dentre duas situações
igualmente válidas, a que resultar no menor PL.
3) Em decorrência do princípio da competência, considera-se receita do exercício
social atual o recebimento de aluguéis adiantados.
4) Uma empresa que possui um passivo maior que o ativo não possui
patrimônio.
5) O patrimônio de uma entidade filantrópica não carece de contabilização, pois
não possui proprietários nem sócios.

Quote    Reply   

#74 [url]

Dec 28 05 3:10 PM

Minotauro wrote:
Correlacione as assertivas abaixo, identificando a alternativa que
contenha a seqüência correta, com relação aos princípios contábeis.
1) Deve-se adotar o menor valor para os componentes do Ativo e o
maior valor para os componentes do Passivo, sempre que houver
alternativas possíveis e válidas.
2) O patrimônio de uma entidade não se confunde com o de seus
sócios.
3) As receitas e despesas devem ser incluídas na apuração do
resultado no período em que ocorrerem, independentemente do
seu recebimento ou pagamento, respectivamente.
4) O tempo de duração de uma entidade deve ser levado em conta
quando da classificação dos itens patrimoniais e de sua avaliação
qualitativa.
5) As variações patrimoniais devem ser reconhecidas em sua
totalidade, sem qualquer falta ou excesso, no momento de sua
ocorrência, mesmo na hipótese de alguma incerteza.
6) Os componentes patrimoniais devem ser registrados pelos
valores originais das transações havidas com o mundo exterior à
entidade, expressos em valor presente, na moeda do país da
entidade.
( ) Princípio da continuidade.
( ) Princípio da oportunidade.
( ) Princípio da competência.
( ) Princípio da prudência.
( ) Princípio da entidade.
( ) Princípio do registro pelo valor original.
a) 4-5-2-1-3-6;
b) 4-5-3-1-2-6;
c) 5-3-2-1-4-6;
d) 6-2-5-4-1-3;
e) 3-6-2-4-1-5.


Resposta: B
b) 4-5-3-1-2-6;

Quote    Reply   

#75 [url]

Dec 28 05 3:11 PM

r.m.machado wrote:
Bitol@do wrote:
r.m.machado wrote:
Pekena,
como é o principio de Caixa ?
O que ele diz?

Bjs
Rosa.



No de Caixa, ao contrario do da competencia, as receitas e despesas são contabilizados quando entram ou saiam do caixa, independente do FG.

Ex.... serviço pprestado em março e pago em Abril.....

Essa receita só será contabilizada em abril.



Olha, eu se fosse vc não teria essa certeza, é claro que o reg. da competencia é muito mais usado, ate pq é o ÚNICO aceito pela contabilidade (é um dos principios), mas não seria novidade se na prova fossem dados alguns lançamentos e solicitado qual a diferença que seria encontrada entre os dois regimes, etc.....
`
É bom saber como é feito os dois regimes, até pq o de competencia é OBRIGATORIO saber, e de caixa é de simples assimilação....inclusive é o mais usado em NOSSO dia- na-dia.

Realmente, o princípio da competência é muito mais usado. Nunca vi uma questão que use o princípio de caixa em que devemos levar em conta quando entra a receita e não o fato gerador.

Obrigada!
Bjs
Rosa.

OBS.: Coloquem mais questões.

Quote    Reply   

#76 [url]

Dec 28 05 3:14 PM

O esquema era colocar as questões nos dias de número impar e dis¨&*tir nos dias de numero par. Mas parece que o esquema não dar muito certo. Então vamos colocar as questões num dia e dis¨&*tir em 24 horas. Depois colocamos mais questões. Vamos seguir o roteiro do Luiz e vamos adaptar a sugestão da pekena, ou seja, a medida que estudamos as questões podem versar sobre o tema que estamos vendo e os que já vimos. Assim, a medida que vamos estudando o programa as questões vão ficando cada vez mais variada tal como será na prova.

abraços,

Quote    Reply   

#77 [url]

Dec 28 05 3:15 PM

Minotauro wrote:
O esquema era colocar as questões nos dias de número impar e dis¨&*tir nos dias de numero par. Mas parece que o esquema não dar muito certo. Então vamos colocar as questões num dia e dis¨&*tir em 24 horas. Depois colocamos mais questões. Vamos seguir o roteiro do Luiz e acatar a sugestão da pekena, ou seja, a medida que estuamos os tópicos podem versar sobre qualquer sobre o tema que estamos vendo e os que já vimos. Assim, a medida que vamos estudando o programa as questões vão ficando cada vez mais variada tal como será na prova.

abraços,


Ótima sugestão!
Tenho que estudar mais os princípios e essa parte teórica, pois eu não dei muita importância a ela...

Quote    Reply   

#78 [url]

Dec 29 05 8:33 AM

Pessoal,
Qual é a fórmula para mercadoria disponível para venda? No livro do OSni, a teoria fala em CMV + EI e no resultado de um exercício ele coloca CMV + EF. Não entendi!!!

Minotauro,
Sei que vc está seguindo um programa, mas será que dá para colocar questões de operações com mercadoria? Estou com dúvidas ainda sobre o mecanismo.

Brigadu!!!
Rosa.

Quote    Reply   

#79 [url]

Dec 29 05 9:14 AM

r.m.machado wrote:
Pessoal,
Qual é a fórmula para mercadoria disponível para venda? No livro do OSni, a teoria fala em CMV + EI e no resultado de um exercício ele coloca CMV + EF. Não entendi!!!

Minotauro,
Sei que vc está seguindo um programa, mas será que dá para colocar questões de operações com mercadoria? Estou com dúvidas ainda sobre o mecanismo.

Brigadu!!!
Rosa.


Creio que se a pergunta for sobre as mercadorias disponiveis para venda num determinado periodo, então seria:

Compras líquidas + EI

Quote    Reply   

#80 [url]

Dec 29 05 9:34 AM

Bitol@do wrote:
r.m.machado wrote:
Pessoal,
Qual é a fórmula para mercadoria disponível para venda? No livro do OSni, a teoria fala em CMV + EI e no resultado de um exercício ele coloca CMV + EF. Não entendi!!!

Minotauro,
Sei que vc está seguindo um programa, mas será que dá para colocar questões de operações com mercadoria? Estou com dúvidas ainda sobre o mecanismo.

Brigadu!!!
Rosa.


Creio que se a pergunta for sobre as mercadorias disponiveis para venda num determinado periodo, então seria:

Compras líquidas + EI


Bitol@do,
Como eu acho compras líquidas?

Bjs
Rosa.

Quote    Reply   
Add Reply

Quick Reply

bbcode help